CALOR SE AGRAVA COM A FALTA D´ÁGUA EM QUIXADÁ


A TERRA SUBIU OU O SOL DESCEU?

A onda de calor que assola o Brasil traz várias conseqüências aos seres humanos, podendo em casos mais graves ocasionar a morte como temos vistos em vários lugares.

Em Quixadá, cidade do interior do Ceará, localizada na região central do Estado este calor é agravado pela falta constante de água. Quem sofre mais com isso são crianças e idosos que necessitam de banhos para baixar a temperatura do corpo e sentem dificuldades pela escassez do líquido.

A companhia de água e esgoto (Cagece) responsável pelo tratamento e distribuição da água diz que o problema reside na falta de estrutura da adutora, já antiga e que não suporta mais a demanda da cidade. O município cresceu consideravelmente ao longo dos anos, mas o sistema de abastecimento continua o mesmo e arcaico de tempos atrás.

Falta então, mais trabalho, desempenho e responsabilidade principalmente do quadro político da cidade, eleitos para defender e proteger os interesses da população. Ao contrário, não se percebe nenhuma movimentação, nenhuma mobilização no sentido de se buscar junto ao governo do Estado uma solução para o problema, que segundo a própria Cagece está na falta de investimento do Governo estadual para que se construa uma nova adutora e se amplie e modernize a rede de distribuição de água.

Por outro lado, enquanto existirem vozes soltas reclamando por um tratamento mais humano à população, será apenas mais um no meio da multidão, e no período eleitoral o tema “seca” volta a ser debatido como forma de plataforma eleitoral e meio para angariar votos.

O povo precisa se organizar, chamar a atenção do Ministério Público e cobrar as medidas legais cabíveis punindo os responsáveis por tamanho descaso.

Enquanto isso a população necessitada vem comprando água de carroceiros e carros pipas, um perigo para a saúde pois a água não recebe nenhum tratamento e no fim do mês pagando a conta de água que nunca chega, ou quase nunca. Bairros inteiros chegam a passar 10, 20 dias sem água, uma verdadeira vergonha para uma cidade que cresce assustadoramente mas, que seuqer tem água.


Foto ilustrativa


1 comentários: