AINDA SOBRE AS PULSEIRAS "QUÂNTICAS'


INTERNAUTAS

A ANVISA despertou parcialmente da sua letargia. Proibiu a veiculação de propaganda da pulseira quântica. É uma medida tímida ainda. Deveria ter proibido a venda do amuleto. Nos Estados Unidos ( onde ele foi criado) e no Canadá a comercialização já foi proibida. Mas, de qualquer modo, já é um avanço. Não acreditamos que não faça mal. Faz mal sim. Abusa da credulidade daqueles que são despossuidos de uma certa bagagem cultural. E traz prejuizo para o bolso.

Já havíamos mencionado a existência de uma tal pulseira magnética há mais de cinquenta anos. Minha avó tinha uma. Agora, valendo-se da ignorãncia ou melhor, do analfabetismo científico de camadas da população e com interesses comerciais, uma empresa norte americana reiventa a pulseira mágica como um amuleto que seria uma panacéia para todos os males: a pulseira "quantica". Leiamos a excelente matéria abaixo que trata o assunto com uma fina ironia:

Power balance, a reinvenção da fraude da pulseira magnética

Dias atrás, um sobrinho praieiro chegou com a
novidade: um dos últimos produtos miraculosos em chegar às prateleiras é a reinvenção das tais pulseiras magnéticas, ainda que nesta ocasião a fraude chega revestida de hi-tech... já não falamos de metal senão de neoprene e silicone, e o poder curativo não emana da magnetita senão dos hologramas. Os imãs já não curam, a bola da vez são as fotografias tridimensionais.
O que é power balance? É um conjunto de produtos (pulseira, cordão, adesivo e cartão) que, em alguns poucos sites da rede, são descritos à perfeição. O cheiro a embuste é tão forte que alguns poderão chegar a sentir náuseas, vertigens e inclusive vômitos. Uma simples passada de olhos em sua
publicidade mostra todas as características da vigarice do produto (fraude) mágico:
""O Power Balance, desenvolvido por um cientista da NASA, consiste num holograma quântico feito a uma frequência que entra em contato com o campo energético do nosso corpo, aumentando eficiência dos sistemas eletrônicos, físicos e orgânicos do corpo. É um estimulador natural de energia que instantaneamente ajusta o seu corpo para uma melhor performance, aumentando: a resistência, o equilíbrio, a força no tronco (área abdominal), flexibilidade.Não importa a sua atividade o power balance ajuda na sua performance e a você se sentir melhor fisicamente e emocionalmente"".

1. Mantém o nome do produto em Inglês para conquistar incautos que não sabem o que significa;
2. Faz referência à energia ("power");
3. Introduz o termo "natural" (puro chamariz);
4. Usa termos científicos ("quântico", "freqüência", "eletrônicos", "físicos", "orgânicos").
5. Menciona que foi criado por um cientista da NASA (outra grande mentira inevitável para dar credibilidade ao produto).
À falta de argumentos científicos sólidos, utilizam depoimentos sofríveis do tipo: "... jente eu uso e asino em baixo pura verdade, muito bom esse adezivo uzo para ir malhar e faz um efeito enorme durante os ezercicios. tenho mais equilibriu, energia ,forssa. caranba tudo isso melhorou devido o adezivo. muito bom mesmo. adorei".Se não bastasse depoimentos de miguxos tem depoimentos até do Barrichello e do pescador Nelson Nakamura. Nos sites da gringolândia o garoto propaganda é Shaquille Ou’Neal. Desta forma, acrescentando os rostos de personagens famosos que supostamente usam o produto (ganham uma baba de publicidade), estão conseguindo enganar um monte de jovens desportistas.Eu estava pensando em como explicar às pessoas que os hologramas emitem tanta radiação eletromagnética quanto um cinzeiro ou um papel higiênico (usado) ou ainda o resto dos corpos que nos rodeiam. Como usar power balance? Em fim, se você, por modismo ou por decidir crer nos poderes curativos desta pulseira apesar das advertências, pode tentar o seguinte:
1. Pega um velho cartão de crédito que já não use.
2. Peça a sua irmã um rabicó de elástico prendedor de cabelo.
3. Recorta o holograma da pomba de dois cartões natalinos velhos e cole um no cartão e outro no rabicó.
4. Coloque o rabicó no pulso e o cartão no bolso e teste o seu "equilíbrio interno" com seu
FVM. (FVM quer dizer Faça Você Mesmo). Pronto, você acaba de economizar 300 paus.

Se quiser ver a matéria original é só clicar no link acima destacado
Na próxima postagem uma matéria sobre mistificação produzida pelo dr. Renato Sabattini. Estamos na luta contra o charlatanismo na política e em defesa dos direitos do consumidor e da cidadania.

1 comentários: