A FARSA DA PULSEIRA QUÂNTICA




INTERNAUTAS

Na expressão de Érico Veríssimo, em Solo de Clarineta vol.1, é dever de todo intelectual manter acesa a chama para espantar as trevas da ignorância. É essa a premissa que nos impulsiona no apoio a quem busca a conquista da cidadania
"Qualquer um que não se choque com a Mecânica Quântica é porque não a entendeu." (Niels Bohr)

Em um país onde as crendices se alastram com relativa facilidade, mercê da ignorância impregnada em vastos setores da população, é comum surgirem remédios miraculosos, panacéias para todos os males, gororobas que fazem nascer o cabelo dos calvos, cintas que emagrecem, etc.
A ousadia do momento é a venda de uma pulseira dita bioquãntica ou quãntica livremente comercializada no Brasil sob as vistas complacentes da ANFISA.
Nem os vendedores de tal amuleto sabem explicar como funciona a bugiganga. O jornal Diário do Nordeste de hoje (domingo, dia 05 de setembro de 2010) traz na sua página 12 uma matéria intitulada: PULSEIRA QUÃNTICA NÃO TEM CERTIFICADO DA ANVISA.
No subtítulo diz: "Segundo especialistas, não há efeitos maléficos no uso do acessório, mas ressaltam que não deve substituir tratamentos"
Há na matéria uma opinião que n os preocupa. Uma professora e fisioterapeuta de nome Ediara Reis que fala maravilhas do tal apetrecho atribuido-lhe efeitos imediatos como tirar tremores nas mãos, harmonização do corpo, evitar as quedas de um neto, um bebê de 1 ano e 3 meses e acabou com uma rinite alérgica.Fantástico. Nem remédio de camelô nem as gororobas de paracelsus seriam tão eficazes. Fantástico sra. fisioterapeuta. . Ao avalizar tal produto a sra está emprestando seu nome e seu conceito de profissional da área de saúde para uma mistificação.

Os alquimistas, os químicos e bioquímicos que ao longo dos anos se dedicaram à busca de um elixir da longa vida pesquisaram e obitevam um avanço considerável que atenou os males do mundo jamais sonhariam com uma descoberta tão surpreendente desta pulseira miraculosa. Seria o início de uma nova era de produção de um cérebro biônico de fácil transporte de fácil aplicação e que, de qualquer parte do corpo, pudesse comandar todo o nosso organismo e combater todos os seus males? Fantástico, repetimos. Extraordinário.
Diz ainda a matéria do DN que o sr. Ronaldo Freitas representante comercial no Ceará da marca EFX de tais pulseiras explicou que "o holograma que compõe a pulseira possiu uma infinidade de dados que agem sobre a os çpontos de energia do corpo. Porém quando perguntado quais seriam essas informações, o distribuidor justifica que as mesmas são mantidas em sigilo pelo fabricante". Em suma nem ele sabe o que está vendendo.
Contraditando as opiniões da fisoterapeuta e do distribuidor, na matéria há a opinião prudente e categorizada de um cientista. O conceituado prof. Carlos Alberto Santos de Almeida PhD (doutor) em Teoria Quântica de Campos e Coordenador do departamento de Química da Universidade Federal do Ceará assim se manifesta: "Já estou acostumado com essas fraudes. Todos esses aparelhos que prometem milagres, principalmente com a física quãntica, são, de fatos suspeitos".
E explica que não existe nenhuma pesquisa que comprove que os efeitos quãnticos possam ajudar na saúde humana.
Ele explica que, na maioria das vezes, os efeitos quãnticos agem no organismo destruindo as células como é o caso da radioterapia. Segundo o físico, o tratamento mata as células cancerígenas e também as saudáveis.
Historicamente as pulseiras miraculosas e relaxantes surgiram há mais de cinquenta anos.(Veja ilustração acima). Na época eram apenas pulseiras magnéticas que nada resolviam e por isso foram eliminadas do mercado. Agora surgem com o nome pomposo de bioquãnticas ou quãnticas. Alguém de cultura mediana coma sra. fisioterapeuta por acaso sabe o significado da palavra quãntica?
Leiamos agora o que diz o jornal O POVO de 27 de agosto de 2010

“CHARLATANISMO”
A Power Balance propaga em seu site que o uso da pulseira aumenta a concentração e a força física porque contém um holograma que “otimiza a fluência energética natural do corpo”. O site da pulseira brasileira, vendida na internet a R$ 159, dá explicação similar.
Vanderli de Assis, que afirma ter criado o modelo brasileiro e se apresenta como professor de física da Universidade Federal de Minas Gerais (não há registro dele na universidade), diz que o holograma, formado por camadas de magnésio, alumínio, ferro e silício, “emite uma frequência que gera estabilidade no campo eletromagnético do ser humano”.
Assim, o corpo não seria afetado por frequências externas como ondas de equipamentos eletrônicos, daí o maior equilíbrio do usuário. Para Marcos Duarte, professor de biodinâmica da Faculdade de Educação Física da USP, as explicações são “charlatanismo quântico”.
“A ideia de que um holograma possa interagir com as frequências do corpo e trazer benefício ao equilíbrio é puramente falsa”, diz. Cláudio Furukawa, do Instituto de Física da USP, reforça: “Não há explicação cientifica para isso. Holograma não emite onda”.

Comentário do blog:

Até quando charlatões de todos os matizes vão continuar enganando o povo brasileiro?

Só a educação libertará através da busca continua da verdade e da construção da cidadania o nosso povo das trevas da ignorância para que ele possa sair da condição de objeto e se tornar senhor de sua própria história.

Essa história das pulseirinhas e de outras inutilidades vendidas na internet só ocorrem onde a ignorãncia e o analfabetismo funcional ou o analfabetismo científico prevalecem. Dizer que não fazem mal é uma inverdade por dois motivos. O primeiro de ordem econômica. Afinal uma pulseira dessas custa mais de cem reais. O outro é de ordem moral. As pessoas,presas da angústia, mal assistidas pelos equipamentos de saúde, buscam uma saída para seus males. Aceditam e são enganados. E isso é um prejuízo grave porque deixam de buscar os caminhos mais indicados para a cura verdadeira.

Vamos cobrar da ANFISA uma medida severa contra a impostura das pulseiras que de bioquãnticas ou de quãnticas nada têm. Se quiser saber mais clique nos links que vamos disponibilizar para todos. Clicando na frase abaixo você terá algumas informações sobre a mecânica quãntica.
Curso introdutório de Mecânica Quântica

Saiba mais clicando aqui: MECÂNICA QUÂNTICA.

O que significa quântico? A palavra tem origem grega e foi latinizada como quantum cujo plural é quanta. Significa grão, partícula. Por esse motivo a palavra quântico está associada às partículas elementares do átomos cujo conhecimento ainda é muito restrito a pesquisadores. Assim sendo, os vigaristas, sabendo que o mundo quântico ainda é muito desconhecido apelam e tentem vender artefatos inócuos utilizando do mistério e da pompa que envolve o verbete quântico.

O Torto esclarece, contribui para aumentar seu capital cultural. O Torto está a serviço da cidadania.
Nas fotos a antiga versão da pulseira magnética abolida há mais de cinquenta anos e a nova pulseira "bioquântica".

4 comentários: